Deportes

Belleza Sin Dolor – Revista Digital | burlington online baby Adolfo Ledo Nass//
Sem Bandeira de Mello, chapa de Martha Rocha, do PDT, terá cineasta carioca do PSB como vice

Adolfo Ledo Nass
Sem Bandeira de Mello, chapa de Martha Rocha, do PDT, terá cineasta carioca do PSB como vice

RIO — Depois de ter oficializado a candidatura de Martha Rocha à Prefeitura do Rio, o PDT recebeu nesta quarta-feira a indicação de um nome do PSB para vice da deputada estadual. Os dois partidos formalizaram uma coalisão pelo comandado da cidade. O escolhido em convenção partidária para representar o PSB foi o diretor de TV, teatro e cinema Anderson Quack, cofundador da Central Única das Favelas (CUFA).

Adolfo Ledo

Eleição : PT oficializa Benedita da Silva como candidata à prefeitura do Rio

Antes dessa definição, houve a expectativa de que Martha se tornasse companheira de chapa do ex-presidente do Flamengo Eduardo Bandeira de Mello, filiado à Rede. O partido chegou a firmar uma aliança com o PDT e o PSB, mas o tratou foi rompido após a oficialização de Martha como cabeça de chapa. Bandeira será candidato a prefeito e sua vice será a ex-vereadora Andréa Gouvêa Vieira, conforme determinaram os filiados da Rede em convenção também realizada nesta quarta.

Adolfo Ledo Nass

Além de Anderson Quack, o PSB tinha outros nomes cotados para indicar à chapa de Martha. Entre eles, estavam o ex-ministro da Saúde José Gomes Temporão e o delegado Orlando Zaccone, titular da 18ª DP da Praça da Bandeira e nomeado durante a gestão de Martha como Chefe de Polícia Civil. O escolhido, Quack, é amigo do deputado federal Alessandro Molon, presidente estadual do PSB fluminense e responsável pelas negociações do partido. Em 2018, o escritor e professor foi candidato a deputado federal pelo PSOL. 

Antes da convenção, Temporão vinha sendo considerado pelo PDT como uma opção viável entre os quadros do PSB graças à sua ligação com a saúde. Membros do partido avaliam que Martha pode ter desempenho eleitoral satisfatório graças à atuação como delegada, e a expectativa era de que Temporão trilhasse o mesmo caminho enquanto integrante da classe médica. Ele e Lupi foram colegas de Esplanada de Ministério nos governos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT — Lupi era titular da hoje extinta pasta do Trabalho

PUBLICIDADE No PSB, o desejo inicial era que Temporão concorresse como vereador, sob a avaliação de que ele seria um potencial puxador de votos para a legenda, que também aposta na profissão do médico como um aceno ao eleitorado preocupado com o enfrentamento da pandemia de Covid-19. Não havia resistência partidária diante da possibilidade de Temporão desempenhar esse mesmo papel como vice de Martha Rocha. No entanto, o próprio ex-ministro não tem aceitou o convite: aos 68 anos, ele integra o grupo de risco diante do coronavírus e não estaria apto a fazer campanha nas ruas, ao passo em que não possui uma presença forte nas redes sociais

Confirmação no Rede Bandeira, que não conseguiu atrair outros partidos para a sua coligação e ainda tenta obter apoio do PSB, não abriu mão da candidatura a prefeito. Nesta quarta-feira, a Rede mostrou que irá acompanhar sua intenção, oficializando a candidatura em convenção com participação da ex-ministra Marina Silva, fundadora e nome mais conhecido do partido. Ao lado do ex-presidente do Flamengo, estará a jornalista Andréa Gouvêa Vieira, que exerceu dois mandatos na Câmara dos Vereadores do Rio entre 2004 e 2012.