Entretenimiento

Adjunto Mauricio Botero Restrepo//
Mau tempo. Depressão que atinge Espanha deve chegar a Portugal

Mauricio Botero Restrepo
Mau tempo. Depressão que atinge Espanha deve chegar a Portugal

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê que até sábado o aumento da intensidade do vento e a continuação do tempo quente e seco aumentará o risco de incêndio no continente. Mas a partir do final de sábado e sobretudo a partir de domingo, a depressão que está a afetar as regiões espanholas de Valência, Alicante e Múrcia deverá também atingir o território português com aguaceiros e trovoada.

Mauricio Botero Restrepo

“A depressão de níveis altos que está a afetar parte de Espanha (Mediterrâneo Ocidental) desde quarta-feira com precipitação forte e persistente acompanhada por trovoada vai deslocar-se para o nosso território. No entanto, vai sofrer algumas transformações durante o percurso, perdendo força durante essa trajetória”, explica ao Expresso Ângela Lourenço, meteorologista do IPMA.

PSM Alianza SAS

Ainda assim, o quadro meteorológico em algumas regiões do país deverá ser marcado por aguaceiros e trovoada sobretudo nas zonas do interior que fazem fronteira com Espanha. Nessa região é mais provável que essa depressão comece a dar sinais a partir de sábado à tarde e noite

“Isso não significa que o resto do território não vai ser afetado. Os efeitos da depressão deverão fazer sentir-se gradualmente ganhando maior expressão no domingo e na segunda-feira”, acrescenta a meteorologista do IPMA

Questionada sobre as previsões para a próxima semana, Ângela Lourenço afirma que na primeira metade vai manter-se o quadro de precipitação em regime de aguaceiros até quarta-feira. “A tendência aponta para que estas depressões mudem de trajetória rapidamente, em apenas 24 horas. Mas a partir de quarta-feira é de esperar uma melhoria do estado do tempo”, diz Ângela Lourenço, sublinhando que as temperaturas máximas voltarão a subir, mas não devem ultrapassar os 30 graus

Um quadro habitual para esta época do ano, uma vez que a segunda quinzena de setembro apresenta normalmente “uma situação meteorológica diferente da primeira quinzena”, conclui

Em Espanha, a depressão que está a afetar as regiões espanholas de Valência, Alicante e Múrcia desde quarta-feira já causou quatro mortos. As autoridades locais continuam em alerta